Estava Feliz. Perfeita, não curada, mas como se nunca tivesse estado ferida. Por que estou aqui agora? Por causa Dele. Por causa dele sou Feliz. Por causa dele consigo encher meus pulmões de ar e respirar.(Leitores, sei a primeira frase é a 4ª capa de Lua Nova, mas achei tãaao fofo que não resisti).Por causa dele Consigo ouvir, chorar, amar, viver. E ele estava ali. Na minha frente...

-Zac...Zac...Não sei como te agradecer depois de salvar minha vida e me permitir viver, Zac...Acho que nunca conseguirei Retribuir o que você fez por mim...

Zac: Acho que sei como, mas não vai ser o bastante...Por enquanto
   **

Estávamos no parque.Sim, zac conseguiu me tirar das mãos do meu pai e da minha mãe, além de tudo do médico pra me levar até este santuário de paz e beleza. O céu estava bonito o bastante para se ver o azul tranquilo, e com poucas nuvens...Era uma espécie de final de outono, ainda se podia enxergar folhas caídas e crianças brincando.

Zac me levou para um lugar escondido do parque, O qual nunca tinha visto, ou imaginado anteriormente. Era bonito, e iluminado somente por um buraco na copa das árvores. Pra chegarmos lá tinha-se de subir numa colina, no meio da floresta...Mas o esforço valia cada segundo naquela clareira pequenina. Zac colocou a Toalha de pequeninque na grama perfeitamente verde, mas não prentendia comer nada.E se sentou, esncostado numa pedra. Quase como um reflexo, sentei ao seu lado e me senti nas nuvens. Não pela toalha e a grama abaixo dela serem macias e confortáveis-O que não era mentira, mas por esta perdo desse seus Adônis(Cansei dos famosos deuses apolo e platão, Júpiter, e esses mais famosos), Que na terra se chamava Zac.

-Ai Zac...-Escostei-me na curvatura de seu pescoço-Nunca achei que essse lugar existisse...É tão bonito...

Zac: Mesmo? Eu me escondia aqui quando era pequeno.

Van: Para fugir do mundo Real, Meu principe?

Zac Deu um soriso torto que me fazia desmaiar

-Zac: E das perdas....

Van:Que Perdas?

Zac: Ah...Devia perguntar Quais perdas...-Seu sorriso se desfez-Primeiro, minha mãe morreu...E me mudei, pra ir morar com a ashley, depois....

Van: Não precisa falar se não quiser, Zac.

Zac: Tudo bem, falo mais tarde, talvez agora não seja um momento propício para tal coisa...

Van: Porfavor, Zac, tire essa cara, e sorria! Estou aqui com você!Agora!

Zac: E quero que esteja para sempre van...

Van: Eu vou estar. Prometo.

E aí se beijam...Longamente e apaixonadamente, cheio de carinho,e eles aproveitavam cada minuto, sem saber o que os estava esperando na moita ao lado, ou a nova garota que ia entrar na estória...A brisa os embalava docemente,  e aproveitaram o momento como se o futuro não existisse...Ficaram naquela clareira  dia todo, e o monstro da moita, Um tempo mais tarde, sem ser descoberto, sorrateiramente o monstro voltou ao seu covil, um montro chamado Kelly Leggat...

******************************************************

DESCULPAA Sei que demorei bastante pra postar, mas foram as provas e a criatividade que me impediram, mas compensei o Tempo, nao foi?


Vai ter novo personagem!!(Novos, eu diria)

5 comentários para o próximo poste, o 3º ganha dedicatória!!